Atendimento de seg-sáb das 8h às 18h (61) 33891411 (61) 985759685

Estima-se que 60% dos ambientes internos estejam contaminados por microrganismos responsáveis por transmitir diversas doenças infecciosas, proporcionar alergias e agravar sintomas de doenças respiratórias, como asma, rinite e bronquite. O que pouca gente sabe é que a sanitização de ambientes é uma solução eficaz para tornar residências e estabelecimentos comerciais mais seguros, especialmente para idosos e crianças.

A sanitização tornou-se conhecida no mundo inteiro como uma ferramenta de combate ao novo coronavírus (covid-19). Entretanto, o procedimento é usado há anos para eliminar ácaros, fungos, vírus e bactérias de superfícies e objetos, além de impedir a proliferação dos mesmos, contribuindo para um ambiente mais seguro e saudável.

De acordo com a responsável técnica da SuperSAN Litoral Sul, Karina Fortes, o método de higienização consiste na limpeza do local escolhido, aplicação do produto e nebulização. “Utilizamos tecnologia de ponta, com eficácia comprovada por laudos nacionais e internacionais, capaz de criar nuvens ‘desinfetantes’ que espalham a fórmula, alcançando até os cantos mais estreitos. A proteção dura até 3 meses”, explicou.

A solução usada não é prejudicial a humanos, animais ou meio ambiente. Também não deixa odor ou manchas.

O procedimento pode ser realizado em:
• Residências;
• Escritórios;
• Instituições de ensino;
• Academias;
• Hotéis;
• Industria alimentícia;
• Salão de beleza;
• Veículos.

Locais fechados são lar de diversos microrganismos nocivos
Os ambientes fechados tendem a abrigar diversos tipos de microrganismos nocivos. Academias, devido à combinação de suor, umidade e temperaturas altas, abrigam colônias de bactérias.

Já nas escolas, pesquisas comprovaram que as quantidades de bactérias em uma sala de aula podem alcançar valores de 6.800 por m³ de ar, com concentração de fungo de 1.300 por m³ ar, 9 e 2 vezes, respectivamente, maiores do que o permitido pela legislação brasileira.

Nem as residências estão livres do perigo. A estimativa é que 1,5 milhão de ácaros vivem nas camas e travesseiros. Conforme Karina, esses animais minúsculos encontram no quarto as condições ideais para criar um “jardim zoológico acarino”.

“Na cama, a temperatura é estável, alimentação abundante e oscilação da umidade do ar. Em pouco tempo, estão em cortinas, tapetes, sofás... Na casa inteira. O que é um perigo, porque os ácaros encontrados na poeira domiciliar provocam 90% das alergias respiratórias que acometem até 30 milhões de brasileiros”, explicou.

A sanitização de ambientes também combate fungos, agentes causadores de mofo, bolor, levedura, que se instalam em gavetas, armários e matérias orgânicas, como pães e vegetais. Dessa forma, a medida pode garantir mais durabilidade aos móveis de casa e ajudar conservar produtos alimentícios.

Como é feita a sanitização de ambientes
O método, se aplicado por uma empresa de confiança, é mais eficiente na eliminação desses inimigos invisíveis do que os produtos de limpeza tradicionais usados no dia a dia, já que oferecem proteção prolongada. No caso da SuperSAN, conforme Karina, laudos nacionais e internacionais comprovam o controle microbiológico com 99,9% de eficácia.

Uma equipe de profissionais, equipados com proteção individual, aplica o produto sanitizante com o auxílio de aparelhos de tecnologia avançada. O local precisa ser isolado durante o tempo de execução do serviço.

O resultado é um ambiente leve, que proporciona bem-estar e beneficia a saúde de todos.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/especial-publicitario/supersan/noticia/2020/08/25/sanitizacao-de-ambientes-reduz-999percent-dos-sintomas-de-doencas-respiratorias.ghtml

Comentários