Atendimento de seg-sáb das 8h às 18h (61) 33891411 (61) 985759685

O controle de pragas não é só voltado para residências e estabelecimentos, locais de grande porte também passam por situações onde precisam se ver livres desses visitantes indesejados. Neste momento, entra em cena a dedetização industrial.

É de grande importância impedir a proliferação de pragas em grandes indústrias, não só pelo risco de tomarem outras alas da empresa, como também para evitar que estas pragas se espalhem pela cidade, gerando um problema de saúde pública. 

Levando em consideração o tamanho de certas indústrias, pensar em uma empresa desse porte com uma infestação causa preocupação em qualquer pessoa. O cuidado em contratar uma dedetizadora fará bem para a imagem da empresa, não importa em qual área a indústria ela atue. A imagem do negócio será vista com bons olhos, tanto pelos consumidores, quanto pela população em geral. Afinal, quem se livra de pragas em locais de grande porte, está evitando prejuízos sociais e econômicos, além de graves doenças.

A evolução causada pela dedetização industrial

O produto conhecido como DDT já existia desde 1873, mas seu uso no controle de pragas começou a partir do início da Segunda Guerra Mundial, em 1939. DDT significa "dicloro-difenil-tricloroetano" e foi usado até mesmo em pessoas! O motivo era evitar que soldados tivessem contato com insetos, além de ser visto como um proteção contra o tifo epidêmico, doença que está relacionada ao piolho. Sim, crianças chegavam a tomar um belo "spray" de DDT nos cabelos.

No Brasil, o DDT ficou muito popular nos anos 60 e seguiu sendo usado, até que no fim do século XX, em 1998, o nosso país decidiu proibir o químico, assim como acontecia em outras partes do mundo. Para a conscientização, a mensagem foi espalhada através de campanhas de saúde pública. Mas o que isso tem a ver com a dedetização industrial? Tudo! Pois estamos falando de evolução da dedetização.

Vários dos avanços que hoje proporcionam um efeito mais potente contra pragas, vem de melhorias que foram necessárias para tornar a dedetização de indústrias possível. O segmento industrial proporcionou o que pode ser chamado de uma verdadeira revolução quando se trata de maneiras mais robustas e eficazes de eliminação. O que resultou não só em produtos mais bem elaborados, como também fez com que estes deixassem de ser produtos de altíssima periculosidade – o que não significa que pessoas sem treinamento adequado possam manuseá-los –, ou seja, mais segurança e praticidade para o consumidor final. Mas é claro que junto de toda essa segurança, também aparecem novas regras, para que a integridade de quem manuseia tais produtos permaneça intacta.

A obrigação para o ramo industrial

As indústrias que trabalham nos setores de higiene, medicamentos e alimentação são as que mais se destacam quando o assunto é dedetização. Com as circunstâncias necessárias para que essas atividades possam ser exercidas, é mais do que uma obrigação garantir o extermínio de pragas. Algo que não é apenas obrigatório perante a sociedade, mas também por conta da rigidez com a qual são feitas as regulamentações desses setores, que devem ser seguidas à risca para auditorias e inspeções.

Evite constrangimentos

Em alguns setores da indústria, inspeções que pegam toda a empresa de surpresa não são raras. Esteja ciente de que a qualquer momento, a vigilância sanitária pode bater na porta da sua indústria para ter certeza de que está tudo em ordem quanto à proteção contra pragas. Para evitar constrangimentos e multas, esteja em dia com a proteção da sua indústria. 

O calendário de pragas

Para que as indústrias possam continuar operando sem grandes problemas, é preciso estar atento às épocas do ano em que as pragas se fazem mais presentes, para isso, basta criar o seu calendário de controle de pragas.

Saiba como criar o seu calendário de controle de pragas 

As épocas mais quentes do ano são onde as pragas se proliferam com maior frequência, mas isto não significa que o cuidado pode ser deixado de lado durante as épocas mais frias do ano. Afinal, vivemos em um país de clima tropical, mesmo o inverno pode trazer consigo altas temperaturas durante alguns dias. Abaixo, descubra como agir em cada época do ano.

Outono/Inverno 

Este é o momento para a prevenção! Mesmo que nenhum funcionário tenha percebido algum inseto ou infestação pela indústria, a atitude mais correta a se tomar é chamar uma empresa especializada como Folha Dedetizadora para impedir a longo prazo que pragas se espalhem. 

Mesmo após o fim dos dias frios, a sua indústria estará mais protegida por conta da dedetização preventiva feita meses antes. Isso impede que as pragas se reproduzam, evitando surpresas ao fim do ano.

Primavera/Verão 

No verão, os bichos fazem a festa! Pois o calor, junto com o aumento da umidade do ar, ajuda a facilitar a atividade de reprodução das pragas, especialmente as baratas e os ratos. Por isso, é sempre bom lembrar que, no caso de indústrias, uma verificação mensal se faz necessária. 

Junto do verão vêm as chuvas, o que deixa a situação ainda mais complicada para quem não se preveniu durante o outono/inverno. A proliferação de ratos aumenta de forma absurda, é nesse momento que eles se deixam as altas temperaturas dos esgotos e se deslocam para outros lugares. 

A dedetização contra ratos ou baratas no verão, não pode ser descartada por conta do processo já feito durante as épocas de temperaturas amenas. Fortalecer essa barreira contra as pragas se faz necessário, já que são muitos os insetos e animais que deslocam de diversos lugares em busca de abrigo para continuarem proliferando. Logo, junto da verificação mensal, é preciso recorrer à dedetização pelo menos duas vezes ao ano.

Conte com a Folha Dedetizadora 

Para que a sua indústria não sofra com pragas e corra o risco de ter problemas com a Vigilância Sanitária, chame a Folha Dedetizadora para garantir a prevenção e eliminação de invasores. Todos os nossos produtos são autorizados e registrados no Ministério da Saúde, além de serem licenciados pela ANVISA.

Entre em contato e marque uma vistoria:
(61) 33891411
(61) 985759685

Comentários